Ação visa conscientizar sobre o combate ao abuso e exploração infantil

Para conscientizar o público interno da unidade de saúde, a Policlínica de Goianésia realizou nesta terça-feira, 18, uma palestra sobre combate ao abuso e exploração infantil. A ação aconteceu no auditório e foi ministrada pela psicóloga Gleice Antônia Ferreira.

De acordo com a coordenadora operacional da Policlínica, Deise Bosso, o intuito é mobilizar, sensibilizar, informar e convocar a sociedade para lutar contra este tipo de violência e assim, defender os direitos de crianças e adolescentes.

A assistente social Déborah Godinho de Menezes, salientou a importância do assunto abordado. “Foi ótima a palestra, muito bem orientada, nossas crianças e adolescentes merecem todo nosso cuidado,” disse.

Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Infantil

18 de maio é a data escolhida para o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. A escolha desta data é em memória do “Caso Araceli”, um crime que chocou o país na época. Araceli Crespo era uma menina de apenas 8 anos de idade, que foi violada e violentamente assassinada em Vitória, no Espírito Santo, no dia 18 de maio de 1973. Este crime, apesar de hediondo, ainda segue impune.

O Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes foi instituído oficialmente no país através da lei nº 9.970, de 17 de maio de 2000.

Maio Laranja

Durante todo o mês de maio a campanha de enfrentamento ao abuso e à exploração infantil é vinculada em meios de comunicação e realizada por órgãos públicos e não governamentais, com panfletos informativos, passeatas e palestras, para alertar a sociedade e mobilizar no combate desse problema.

Ajustar fonte