Os novos integrantes da Comissão Interna de Prevenção a Acidente de Trabalho (CIPA) da Policlínica de Goianésia tomaram posse nessa quinta-feira-20. Os profissionais, que passam a compor a nova gestão, vão atuar pelo período de um ano, garantindo assim, mais segurança para os colaboradores da unidade.

De acordo com a técnica em segurança do trabalho da Policlínica, Abadia Araújo, a principal atividade dos membros da Cipa é inspecionar e evidenciar os riscos à saúde e segurança existentes no ambiente de trabalho. “O intuito é, principalmente, evitar doenças ocupacionais que levam ao afastamento. Para isso, a comissão deve observar, solicitar, planejar e propor medidas preventivas. A CIPA também atua na orientação dos colaboradores distribuindo materiais e promovendo treinamentos que abordem o tema. Para, assim, introduzir na empresa uma cultura de prevenção a acidentes”, explica a profissional.

Abadia ressalta que um ambiente de trabalho saudável favorece diretamente a produtividade dos colaboradores. “Quanto mais feliz e valorizado o trabalhador se sente, mais disposto para trabalhar ele fica. O clima organizacional melhora bastante. E esse ambiente positivo é eficaz quanto às estratégias desenvolvidas para o aumento de desempenho de nossas equipes”, afirma.

Para a coordenadora operacional da Policlínica, Deise Bosso, a CIPA tem um papel extremamente essencial na unidade. O trabalho realizado pela CIPA é fundamental para conscientizar sobre a prevenção de acidentes e prevenir possíveis riscos. A Comissão tem que ser atuante, colaborativa, informativa e propor mudanças para que possamos, cada vez mais, preservar a integridade de todos os colaboradores. Contem com o apoio da gestão para medidas preventivas. Juntos, podemos ajudar na prevenção e segurança de todos os nossos profissionais”, comenta.

Ajustar fonte