Fonoaudióloga da unidade de saúde orientou pacientes e colaboradores a respeito dos sintomas causados pela disfagia

A Policlínica Estadual da Região do São Patrício – Goianésia realizou nesta quarta-feira, 29, uma palestra sobre disfagia (dificuldade de deglutição) para o público interno da unidade. A fonoaudióloga Jaqueline Vidal Soares abordou sobre a patologia e a importância de conhecer os sintomas, a fim de iniciar o tratamento precoce. Em sua apresentação, a profissional explicou que a disfagia é a dificuldade de engolir alimentos, líquido ou saliva em qualquer etapa do trajeto da boca ao estômago.

De acordo com Jaqueline, no dia 20 de março é celebrado a atenção à disfagia, a data foi criada para conscientizar a população dos sintomas, causas e tratamento. O tratamento iniciado precocemente é essencial para aumentar a qualidade de vida do paciente. “A disfagia é complexa e pode ser de causas variadas, sendo um sintoma que afeta ou aumenta o risco de comprometimento do estado nutricional e hídrico, saúde geral e impacto negativo na qualidade de vida do paciente. Existem diferentes tipos de disfagia, sendo elas: esofágica ou orofaríngea, e realizar a identificação do tipo de disfagia é fundamental para o tratamento”, explicou.

Segundo a fonoaudióloga, o paciente pode apresentar sintomas como falta de ar, dor ao engolir, sensação de alimento parado na garganta dificuldade de mastigação, preparar e manter o alimento dentro da boca, desnutrição, perda de peso e desidratação, pneumonia por aspiração e engasgo, entre outros. “ É importante que o paciente com esses sintomas procure atendimento médico e realize uma avaliação, pois o tratamento precoce melhora a qualidade de vida”, conclui.
No fim da palestra, a profissional entregou um folder informativo para os participantes, para que eles sejam propagadores das informações.

Tipos de disfagia

A disfagia esofágica pode ser causada por acalasia, espasmo esofágico difuso, tumores, esclerodermia, inflamação do esôfago, entre outras. E se refere a uma sensação de alimento ou líquido ‘preso’ na base da garganta ou no peito depois que o paciente começa a engolir. Já a disfagia orofaríngea refere-se a um sufocamento ou tosse ao tentar engolir, ou sensação de alimento ou líquido descendo pela traqueia ou subindo pelo nariz. As causas incluem doenças neurológicas (Parkinson, Esclerose Múltipla, etc), câncer e outras.

Ajustar fonte